terça-feira, janeiro 20, 2009

Insight- Quotes and meaning

.

Intuition is the supra-logic that cuts out all the routine processes of thought and leaps straight from the problem to the answer.Robert Graves


O que é insinght, em psicologia?


Originário, provavelmente, do escandinavo e do baixo alemão, insight é definido na língua inglesa como "a capacidade de entender verdades escondidas etc., especialmente de caráter ou situação" portando um sentido igual a "discernimento" ou "a capacidade para discernir a verdadeira natureza de uma situação", o ato ou o resultado de alcançar a íntima ou oculta natureza das coisas ou de perceber de uma maneira intuitiva. Insight é um termo que começou a ser utilizado, na Psiquiatria Geral, desde o início do século XX, para indicar o conhecimento, pelo paciente, de que os sintomas de sua doença são anormalidades ou fenômenos mórbidos. Insight é considerada sinônimo de intuição. A palavra intuição também tem, na sua raiz, a presença do sentido da vista, pois vem do latim intuitio, que significa olhar. É definida como um modo de conhecimento imediato, apreensão direta, sobre o modelo da visão, da realidade das coisas ou da verdade dos conceitos, por oposição ao conhecimento discursivo ou o raciocínio. É "uma apreensão imediata pela mente sem raciocínio". Na intuição, trata-se de uma "visão direta e imediata de um objeto de pensamento atualmente presente ao espírito e apreendido na sua realidade individual", "todo o conhecimento dado de uma vez e sem conceitos" ou ainda, conhecimento sui generis, comparável ao instinto e ao senso artístico, que nos revela aquilo que os seres são em si próprios, por oposição ao conhecimento discursivo e analítico que no-los faz conhecer do exterior". Fonte: http://br.answers.yahoo.com/question/index?qid=20070922183107AADK7Uu


As palavras "intuição" e "insight" (literalmente, "visão interior") tratam de atividades mentais que têm por vezes a ver com uma "percepção" daquele mundo. De fato, "insight" significa de acordo com o American Heritage Dictionary (edição de 1970), "a capacidade de discernir a verdadeira natureza de uma situação", "um vislumbre elucidativo".

Fonte: http://www.dgz.org.br/dez99/Art_01.htm


There is nothing so terrible as activity without insight.Johann Wolfgang von Goethe quotes (German Playwright, Poet, Novelist and Dramatist. 1749-1832)


To be normal, to be at home in the world, with a prospect of power, usefulness, or success, the person must have that imaginative insight into other minds that underlies tact and savoir-faire, morality and beneficence. This insight involves sophistication, some understanding and sharing of the clandestine impulses of human nature. Charles Horton Cooley


Intuition and concepts constitute... the elements of all our knowledge, so that neither concepts without an intuition in some way corresponding to them, nor intuition without concepts, can yield knowledge.Immanuel Kant quotes (German Philosopher one of the foremost thinkers of the Enlightenment. 1724-1804) Similar


There is no logical way to the discovery of these elemental laws. There is only the way of intuition, which is helped by a feeling for the order lying behind the appearance.Albert Einstein quotes (German born American Physicist who developed the special and general theories of relativity. Nobel Prize for Physics in 1921. 1879-1955)

“The moment of truth, the sudden emergence of a new insight, is an act of intuition. Such intuitions give the appearance of miraculous flushes, or short-circuits of reasoning. In fact they may be likened to an immersed chain, of which only the beginning and the end are visible above the surface of consciousness. The diver vanishes at one end of the chain and comes up at the other end, guided by invisible links.” Arthur Koestler quotes (British novelist, journalist, and critic, 1905-1938)


Intuition is a spiritual faculty and does not explain, but simply points the way.Florence Scovel Shinn quotes (American self-help book writer 1871-1940) “Faith is a passionate intuition.William Wordsworth quotes (Major English Romantic Poet. 1770-1850)



"Insight: O conceito na História da Psicanálise

A psicanálise originou ao longo da última década do séc. XIX um tempo particularmente produtivo na história recente da intelectualidade. Foi neste século que o Racionalismo Moderno (surgido dois séculos antes) tomou a direcção da luz - o caminho da humanização da ciência. O clima de Liberalismo do Séc. XIX propunha que o homem deveria resolver os seus problemas através da ciência. Este clima ainda mais imbuiu a atmosfera cultural e educacional da época, em que coincidentalmente Freud crescia e se formava. "Se sabes, podes realmente fazê-lo". Quer venha dos Gregos em que a inscrição do templo era "conhece o teu ser" ("Know theyself") ou de um "antigo" Novo Testamento: "a verdade tornar-te-á livre". Freud acreditava ser possível para o trabalho científico avançar em termos do conhecimento da realidade do mundo, e através deste aumentar a nossa força e de acordo com ela organizarmos as nossas vidas. Peter Gay, historiador, escreve sobre Freud e a sua paixão pelo conhecimento: "o traço mais manifesto do carácter de Freud, indispensável à sua capacidade de criar/gerar Insights e os tornar em numa Psicologia Geral. Um cometimento incomprometido com a verdade. Freud acima de tudo "queria saber". Os primeiros modelos de Freud sobre os processos da atenção e da consciência foram criterialmente revistos por dois motivos: - perceber porque é que eles não conduziram a uma adequada teoria clínica ou científica do Insight e - estabelecer novos pontos de partida produtivos para uma teoria psicanalítica do Insight. Freud iniciou a sua carreira na psiquiatria interessando-se profundamente por tentar explicar como o processo da atenção é utilizado para proteger as características lógicas dos processos de pensamento conscientes, bem como os aspectos realistas da percepção de influências que vão distorcer os motivos e os afectos. Com a sua descoberta da dinâmica do inconsciente e o princípio da censura, e após ter realizado ser "terapêuticamente frutuoso" fornecer aos pacientes (tão rápido quanto possível) conhecimento directo das suas experiências traumáticas reprimidas, o seu interesse direccionou-se para a questão relacionada com a utilização dos processos do pensamento conscientes ao serviço da gratificação e defesa sem o indivíduo tomar conhecimento de como é fácil as suas faculdades de crítica, análise e juízo serem subvertidas por motivos inconscientes. Freud acabou eventualmente por desacreditar o Insight do paciente como um factor vital no processo de cura valorizando por seu lado o poder irracional da transferência positiva. Freud nunca dirigiu directamente o problema para uma teoria do Insight, nomeadamente como é que o conhecimento consciente acerca de determinantes inconscientes do comportamento de uma pessoa conduziram ou conduzem a uma alteração nas percepções inconscientes de perigo do Ego e consequentemente a um aumento da capacidade para mudar as defesas neuróticas. Ou, posto de outro modo, como é que o Insight consciente se torna parte do que Rangel descreveu -em 1969-como a função de tomada-de-decisão do Ego que permite uma melhor resolução dos conflitos intrapsíquicos. A prática terapêutica da época, com a implícita e iminente emergência de uma teoria causal ou motivacional da neurogénese, do próprio Insight, como sendo o principal agente terapêutico. A essência do "ir dizendo" memórias esquecidas ou pensamentos considerados como triviais seria a de libertar os afectos estrangulados. "Se uma pessoa reconheceu as origens do passado e se ele ou ela ganharam compreensão ou um Insight sobre o que "transpirou" e quais os conflitos escondidos atrás dos sintomas - deve ter com certeza um efeito de "cura". Freud nesta altura não usava o termo Insight nem para o paciente nem para o processo , mas sim a implicação de que conhecendo a verdade, adquirindo uma explicação cada vez mais convincente no que respeita às motivações por detrás da "doença" especialmente acerca do paradigma das experiências e fantasias, que Freud mais tarde reformulou em termos da realidade psíquica. O elemento Insight (olhando para trás) "esteve lá " desde o princípio, se bem que não em papel principal no processo de tratamento. O objectivo é o recuperar de memórias e chegar a um ponto onde em que o conflito pudesse ser resolvido a um nível consciente, uma resolução das "até agora" incompatibilidades do inconsciente. O resultado poderia ser, por consequência, o alcançar de coerência psíquica ou integração através da resolução do conflito. Contudo, a resolução de conflitos, isto é, a reconciliação das incompatibilidades, é alcançada por virtude de uma tendência integrativa, agora metapsicologicamente estruturada como a actividade do Ego: "where Id was, there Ego shall be".(...) "O Insight sobre o ser parece estar fortemente relacionado com a capacidade de estarmos fora e olharmos o self do ponto de vista dos outros. A fim de nos vermos a nós próprios tal como os outros(....)"-Dymond"
Fonte: http://www.cultkitsch.org/ciencia/psicologia/insigold_files/insigold.htm#11


.

Sem comentários:

Enviar um comentário